• Wine Weekend Store

Chardonnay Day

Esta semana comemoramos o Chardonnay Day, que tal a conhecermos melhor?

Se não é a mais plantada (a Airen na Espanha ocupa esse lugar), é sem dúvida a uva branca mais conhecida no mundo por sua versatilidade e qualidade. De espumantes a brancos varietais, a Chardonnay se adaptou muito bem aos climas frios da Europa e ao novo mundo.

Foto de divulgação Chabis


É na Borgonha que o Chardonnay atinge seu esplendor nas AOC (Apellation d’Origine Controllée - a microregião que regula a produção e qualidade) principalmente de Chablis, mas também nas de Mersault, Montrachet et Pouilly Fuissé.


A uva Chardonnay também é muito presente na composição de Champagnes, juntamente com Pinot Noir e Pinot Meunier.


No novo mundo, a California adotou a Chardonnay como sua uva branca de referência, amadurecendo seus vinhos em barrica para buscar sabores mais amadeirados e amanteigados, com menor acidez. Australia, África do Sul e América do Sul também são lares da Chardonnay, produzindo vinhos mais frutados e florais.


Começando com um Champagne, como manda a tradição francesa, o Maison Vollereaux Celebration Ice é um grande sucesso na Europa que deve agradar os brasileiros por ser apreciado um pouco mais frio e ser menos ácido que os champanhes tradicionais franceses.


Passando para o clássico do Chardonnay, o Chablis Baudoin Millet representa perfeitamente essa AOC com aromas de frutas brancas (pera e pêssego) e sabores de frutas cítricas (maçã verde), com boa acidez e mineralidade, característicos do Chablis. Perfeita combinação para ostras, peixes e frutos do mar na manteiga.

No novo mundo, um vinho de excelente qualidade que traz os atributos de um Chardonnay é o Estrella Reserva Chardonnay. Uma boa opção com aromas de frutas tropicais maduras e boa acidez e unctuosidade, é uma grande combinação de peixes, frutos do mar e comida japonesa.