• Vinho Magazine

Meiomi

Belíssimo Pinot Noir da Califórnia tem estilo próprio e a qualidade da vinícola Caymus, uma das mais prestigiosas da região

POR DR. DANIEL PINTO



A barcando praticamente a metade da costa oeste dos EUA, banhada pelo Oceano Pacífico, a Califórnia situa-se como principal produtora do país e classificada entre as quatro maiores do mundo vinícola. Sem exageros, esse Estado norte-americano é o maior representante da atividade vitivinícola do Novo Mundo.

Contando com os mais importantes produtores americanos, A Califórnia tem ainda a seu favor a presença da Universidade de Davis –e seu prestigioso departamento de Enologia– como grande amparo tecnológico.

Mercê de um solo propício para a atividade referendado por ótima permeabilidade com extratos arenosos, rochosos , origem vulcânica e argila suficiente para suprir todas as necessidades de plantio.

O clima predominante é temperado, com chuvas escassas, insolação abundante, mas na proporção ideal, pela presença constante à época do amadurecimento do fruto de um benfazejo “fog” matinal que filtra o raio solar na medida certa para alcançar esse ponto.

Nesse ambiente “mediterrâneo” as cepas francesas predominam, além de uma variedade tornada típica da produção americana chamada Zinfandel. Ela é o resultado de cruzamentos croatas. O elenco de produtos consta de tintos complexos e compulentos, e brancos desde leves e jovens, àqueles mais encorpados e com madeira. Porém, tanto na sua parte mais ao norte, Sonoma, quantona área central da costa vamos encontrar “ilhas” de preferência pelo trabalho com Pinot Noir, a cepa rainha da Bourgogne.

CAYMUS VINEYARD

Dentre as centenas de produtores destacamos a vinícola familiar Caymus Vineyard, iniciada em 1971 quando o casal Charles F. Wagner e esposa Lorna Belle Glos Wagner interrompeu seu processo de mudança para a Austrália para iniciar uma atividade vinícola com o fi lho Charles J. Wagner, no rancho de sua propriedade no Napa Valley.

Logo em 1972 produziram a primeira safra, com 240 caixas de Cabernet Sauvignon, iniciando uma jornada de sucesso que alcança hoje 65.000 caixas de vinho.

O controle da Caymus continua sob o grupo familiar, incluindo as figuras dos filhos de Chuck, apelido do filho, Charles e Joe, além da filha Jenny, dominando cerca de 350 acres.

O nome Rancho Caymus provém de uma área criada em 1836 pelo militar George Yount, um dos mais conhecidos pioneiros da região do Napa Valley.

MEIOMI PINOT NOIR 2013

Esse excelente Pinot Noir americano foi concebido pela mistura de uvas de três “terroirs” diferentes com o objetivo de destacar as características típicas de cada parcela: 25% do Condado de Santa Barbara, 25% do Condado de Sonoma e 48% do Condado de Monterey. Somadas resultam em um vinho de grande complexidade. Além disso, recebeu amadurecimento em barricas de carvalho francês, 60% delas de primeiro uso. Alcança 13,8% de teor alcoólico.

ANÁLISE VISUAL – Destaque para um vermelho rubi um pouco mais escuro do que se espera de um Pinot Noir.

ANÁLISE OLFATIVA – Irradia um frutado copioso, desenhado pela presença de framboesa, cereja e ameixa, tudo em compota, ornado por toques fl orais, minerais e ervas secas. Nessa vibrante percepção olfativa, deixa transparecer certo adocicado muito agradável.

ANÁLISE GUSTATIVA – Vinho de corpo médio com presença de taninos não-agressivos, respeitando a acidez e o álcool, em textura de delicado equilíbrio. Tem fi nal longo, com pegadas de frutas e baunilha.

AVALIAÇÃO 92/100

PREÇO R$ 65,00

MISTRAL 11 3372 3400

0 visualização
  • White Facebook Icon

Leia nossa revista pelo

Go read.png
  • White Instagram Icon

Join Our Mailing List

  • White Facebook Icon