• Vinho Magazine

Missionário Enólogo Marcos Vian faz vinho por todo o Brasil

Por Maria Edicy Moreira


Levando o saber enológico pelo país, ele contribui para ampliar as fronteiras vinícolas nacionais

O gaúcho Marcos Vian, sócio da consultoria Enovitis: evangelizador.
O gaúcho Marcos Vian, sócio da consultoria Enovitis: evangelizador.

Nascido em uma família de viticultores e formado na primeira turma do curso superior de Enologia, em Bento Gonçalves, RS, em 1998, o enólogo consultor Marcos Vian, 46 anos, já ajudou dezenas de vinícolas a viabilizar empreendimentos em diversas regiões do país. “Sempre me fascinou a arte de fazer bons vinhos, lidar com pessoas e trabalhar em equipe e consultoria na essência é isso”.

Sócio da empresa de consultoria em vitivinicultura Enovitis, em Monte Belo do Sul, RS, além de atender empresas naquele Estado, Marcos Vian tem ajudado a expandir as fronteiras da indústriado vinho em diversas regiões do país como Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo, Goiás, Distrito Federal, Pernambuco etc.

Seu primeiro emprego como enólogo foi em uma das mais tradicionais vinícolas do país, a Salton, no Vale dos Vinhedos. Ali teve contato com as melhores tecnologias, consultores internacionais e muitas oportunidades de aprendizagem. Terminado este ciclo, com as ideias bem claras sobre como pensava o vinho e com sua própria filosofia enológica, era hora de buscar novos desafios.

Seu trabalho junto às vinícolas pode ir muito além da elaboração de vinhos. Em algumas delas, atua desde os primeiros passos de implantação da vinícola até a produção do vinho e seu posicionamento no mercado.

Tanques na Vinícola Zanella, no PR
Tanques na Vinícola Zanella, no PR

Outras vinícolas contratam trabalhos pontuais, mas seguem mantendo contato. Entre os muitos desafios encontrados, Vian diz que o maior deles está em desenvolver uma solução técnica adequada para cada vinícola.

“No caso de um projeto novo e fora das regiões tradicionais, os desafios são maiores. Não podemos nos limitar à orientação sobre vitivinicultura e enologia, temos que ajudar no desenho da vinícola, na criação da identidade da marca, nas questões administrativas e no posicionamento do produto no mercado”, afirma Vian.

Além disso, é preciso saber desenvolver projetos personalizados para cada cliente, levando em consideração a natureza e o potencial da região. A implantação dos projetos de viticultura e enologia deve valorizar o potencial natural da região e associar a paixão pela atividade com a sustentabilidade.



Após o início da produção dos vinhos, na maioria das vezes, Marcos Vian continua mantendo relacionamento estreito com seus clientes e evoluindo junto com eles. Segundo o enólogo, o mercado de vinhos é muito competitivo e não há margem para amadorismo. “Nossa atuação é no sentido de orientar sobre a tomada de decisões e produção que estejam alinhadas com o mercado e os objetivos da vinícola”.

Com relação ao Brasil como produtor de vinhos Vian diz: “Vinhos de qualidade nós conseguimos produzir tranquilamente, os desafios estão na gestão e no posicionamento de mercado”.

Vista da cantina da Vinícola Fardo
Vista da cantina da Vinícola Fardo

REGIÕES PROMISSORAS

Sobre o futuro das novas áreas produtoras, ele destaca que as regiões que se organizarem e atuarem com profissionalismo, aproveitando a proximidade do mercado e o potencial de enoturismo que o vinho traz, terão sucesso. Fora das regiões tradicionais já consolidadas, Vian diz que o momento é do sul de Minas, na divisa com São Paulo, se firmar, e que os novos vinhedos do Planalto Central devem crescer.

A Enovitis iniciou suas atividades em 2001. A empresa foi criada visando atender à demanda pelo apoio de especialistas em novas regiões como Serra Catarinense, Paraná e Sul de Minas Gerais, nas quais os empreendedores necessitam de profissionais experientes, sem medo de desafios e que não se intimidem com as inovações do setor.

O simpático casal proprietário da Família Fardo
O simpático casal proprietário da Família Fardo

A Enovitis presta consultoria a vinícolas de diversas regiões. Entre seus clientes estão Zanella, Gheller e Basso, no Rio Grande do Sul; Sanjo e Villa Prando em Santa Catarina; Dezem, Franco Italiano, RH, Fardo e Araucária, no Paraná; Agropecuária Porto no Sul de Minas Gerais; Planalto Vinhos Finos em Goiás e SG Agroindustrial no Rio Grande do Norte.

“Com tanta diversidade, acaba se tornando uma tarefa difícil, mas ao mesmo tempo prazerosa” afirma Vian. Para ele, trabalhar com diferentes terroirs e ver a evolução e a tipicidade de cada vinho é o que alimenta a sua paixão pelo trabalho, sempre respeitando as diferenças de cada área, buscando extrair delas o máximo potencial.