• Vinho Magazine

Serra Gaúcha

Vinho mais prestigioso da maior vinícola brasileira evoca histórias pioneiras do cooperativismo

POR DR. DANIEL PINTO

A videira, com seus frutos, e o vinho, percorreram vários pontos do Brasil antes de se consolidarem definitivamente na Serra Gaúcha, Rio Grande do Sul, situada cerca do paralelo 30o latitude sul.

Com o objetivo de colonizar a Terra de Santa Cruz, D. João 3º enviou para o Brasil uma missão colonizadora capitaneada por Martim Afonso de Souza, lá pelos idos de 1532, fundando a vila que batizou de São Vicente, hoje Estado de São Paulo. Afortunadamente, fazia parte da comitiva um fidalgo português que se tornaria célebre historicamente, pela fundação da SERRA GAÚCHA cidade de Santos, chamado Braz Cubas. Faziam parte da bagagem do fidalgo mudas de videiras, bananeiras, laranjeiras, cana-de-açúcar, cujo destino era o plantio nas terras recém-descobertas.



A cultura da videira não prosperou em terras litorâneas, sendo então levada ao planalto pelo próprio Braz Cubas, de onde se expandiu na direção sul.

A viticultura acabou por consolidar-se firmemente no Rio Grande do Sul, graças principalmente ao empenho da imigração italiana que lá aportou na segunda metade do século 19, por volta de 1875.

O desenvolvimento, no entanto não foi uniforme, necessitando a introdução de certa organização.

Assim, muito foi feito nesse sentido até que no ano de 1924, Celeste Gobbato, um enólogo italiano, tornou-se prefeito de Caxias do Sul. Envolvido com a agricultura e com a colônia italiana da região, ele incentivou a ideia de concentrar os esforços numa entidade através da qual os produtores canalizariam sua produção. A concepção das cantinas sociais tão populares na Itália vingou e fez surgir cooperativas como a Cooperativa Forqueta; a Milano em Farroupilha; Tamandaré e Garibaldi em Garibaldi. Em 1931 nascia a Cooperativa Vinícola Aurora, reunindo 16 famílias. De lá para cá obteve um crescimento exponencial, através de crises e fases de crescimento, reunindo hoje cerca de 1.100 famílias.

A Aurora, hoje a maior vinícola do Brasil, promove um trabalho formidável em aprimoramento tecnológico, concentrando o esforço dessas famílias em um centro de trabalho, com fornecimento de mudas e acompanhamento das atividades de cada núcleo, incentivando a pesquisa no desenvolvimento e introdução de novas variedades.

www.vinicolaaurora.com.br


AURORA MILLESIME 2012

Vinho top da Vinícola Aurora, é produzido somente em anos de safra especial; sendo esta a oitava edição desde 1991, seguindo-se 1999, 2004, 2005, 2008, 2009 e 2011. Produzido com Cabernet Sauvignon, alcança 13% de álcool. Estagia em barricas de carvalho francês por 18 meses, sendo a maior parte delas de primeiro uso.

ANÁLISE VISUAL – Coloração rubi escura com reflexos violáceos.

ANÁLISE OLFATIVA – Grande concentração de frutas, sobretudo ameixas e amoras em compota deixando espaço para ervas como tomilho, toques de chocolate e tabaco além de leve mineral.

ANÁLISE GUSTATIVA – Vinho de finíssimo corpo médio composto por taninos finos e acidez refrescante compondo um conjunto harmônico, equilibrado e de final longo, lembrando as frutas do olfativo muito agradável –e convidando para um novo gole.

AVALIAÇÃO 91/100

PREÇO R$ 105,00

2 visualizações
  • White Facebook Icon

Leia nossa revista pelo

Go read.png
  • White Instagram Icon

Join Our Mailing List

  • White Facebook Icon